Você é mais do que a capa da revista - #BodyPositive

quinta-feira, fevereiro 02, 2017



Como continuação do projeto #BodyPositive, trouxe uma pessoa que, à sua maneira, inspira outras mulheres a se amarem e não terem vergonha de ser quem são. 

O feed do Instagram pode ser uma série de "tapas na cara" com mulheres dentro dos padrões, aqueles que falei nesse post, fazendo com que você se olhe no espelho e odeie absolutamente tudo que vê, que te fazem desejar ser elas custe o que custar, mesmo que você tenha que ficar sem comer o delicioso chocolate que tanto ama. 

Mas que tal começar a seguir pessoas reais, assim como você, sua amiga, irmã ou qualquer outra mulher que você realmente conheça? A Iracema (que vou chamar de Ira) pode te ajudar nisso. 

Ela pega fotos de mulheres padronizadas, em capas de revistas e ensaios sensuais e se coloca no lugar delas, com a mesma roupa (ou o mais próximo possível), fazendo a mesma pose, mas com seu corpo, sem edições. Isso para mostrar que ela é sim tão sexy quanto aquelas modelos e que qualquer mulher também pode se sentir sexy no seu próprio corpo.






Fazer as pazes com o espelho foi um caminho difícil para você? 

Nossa, muito, muito difícil! Muito mesmo. Acho que nunca tive uma imagem positiva sobre mim, em pleno 2016 eu não tinha Instagram porque me detestava em fotos, Quando via espelhos me abaixava e tal. Até que um dia vi uma foto no insta de uma musa fitness, tava ela e todas as amiguinhas de barriga de bora, e uma gordinha atrás, envergonhada, escondida e de roupa comprida. Aquela foto me deu uma raiva enooooooorme. Ah é? Só porque eu não tenho barriga chapada eu devo me esconder? NÃO MESMO! Comecei meu Instagram no dia seguinte.

Como você enxerga esse padrão doentio de beleza que muitas meninas lutam a todo custo para alcançar?

Sobre o padrão é difícil, nós queremos ser aceitas, queremos ser elogiadas  e o único jeito que todos mostram isso pra gente e ser igual ás moças das revistas. Isso é chato, frustrante. Você nunca será igual a elas, nem elas são iguais! Ângulos, luz, photoshop... 

Houve algum momento da sua vida em que você ficou obcecada por emagrecer e entrar nesses padrões?

Bom ao longo de toda a minha vida já modifiquei meu corpo diversas vezes, já fui magra, já fui rata de academia, e nunca me aceitei. Nunquinha. Eu não tinha que mudar meu exterior... Era meu interior que clamava por mudanças... E olha só, mesmo gordinha hoje sou muito feliz, do jeito que eu jamais fui.






Você ainda tem momentos de baixa autoestima ou insegurança em que se vê cobrando demais de si mesma?

Depois do insta sou outra pessoa, são tantos directs carinhosos que recebo, que minha auto-estima só tem aumentado. 

O que você diria para uma menina que sofre com a própria imagem e busca se aceitar? 

Eu diria que não é fácil. Mas como diria a grande rainha Ru Paul, "Se você não se  ama, como diabos pode amar outra pessoa?". Se amar é divino. Di-vi-no. Se você quer mudar, mude, mas mude por você! A única pessoa que tem que estar confortável com seu corpo é você mesma. E se alguém achar ruim... Ahhh manda todo mundo se foder.

Faça com a Ira, abrace seu corpo, tire fotos com a roupa que quiser e não se preocupe com dobrinhas, celulite, aqui ou ali que está "grande demais". Essas capas de revistas são feitas para fazer você, eu e todas as mulheres se sentirem inferiores, nem mesmo as próprias modelos/atrizes/cantoras são iguais às fotos.

Se ame e faça as pessoas aceitarem isso. 

Você também pode gostar de:

0 comentários

Subscribe