Eu quis você, mas você quis o mundo

terça-feira, janeiro 12, 2016




Estive pensando e percebi que nós começamos errado, desde aquele dia que paramos pra conversar sobre o que e se queríamos alguma coisa. Eu nunca soube dividir nada na minha vida, desde pequena comia o chocolate escondida da minha irmã para não ter que lhe dar um pedaço e olha o que acabou acontecendo, fui encontrar uma pessoa que não sabe ser de uma só. 

Desde que nos conhecemos, sabia que você não gostava de ficar preso à uma pessoa só e aprendi a respeitar isso, mesmo sendo o oposto de mim, nossa amizade funcionava, nos divertíamos, dávamos conselhos um ao outro: você tentava me ensinar a desapegar da vida e eu tentava te convencer como é bom ter a mesma pessoa para dormir abraçada nas noites frias com garoa. Mas as coisas foram mudando e, sem que me desse conta, já estava querendo passar um domingo inteiro na cama com você. 

Íamos um na casa do outro, como sempre fizemos, mas as nossas conversas foram ficando mais superficiais, eu tinha uma vontade quase incontrolável de te beijar até perder o fôlego, ter meu corpo junto ao seu e nos entrelaçar até virarmos um só nó. Mas sabia que isso seria coisa de momento, cedo ou tarde você já estaria flertando com alguma outra que conheceu em um bar bebendo cerveja. Não queria admitir pra ninguém, muito menos a mim mesma, que não aceitava te dividir com o mundo, não admitia imaginar que estaria beijando, abraçando ou transando com qualquer outra que não fosse eu. 

Sou possessiva com o que amo. 

Foi então que você, de alguma forma, me descobriu. Me viu com outro olhar, com o mesmo desejo que eu tinha. E as coisas desandaram.

Você nunca foi de ninguém, o mundo era pequeno demais para suas vontades. Eu gostava de ter o controle sobre tudo, saber que você poderia sentir o mesmo desejo por mim era perfeito. Tentamos nos dar uma chance, duas, três... Até que minhas roupas estavam mais na sua casa do que na minha, seus vizinhos me viam mais do que minha própria família. Mas as mensagens no seu celular não paravam de chegar. 

Tentamos. 

Mas você não quis abrir um espaço na sua vida para mim, ou talvez querer não havia sido o suficiente. O seu casaco ainda está aqui em casa, estou esperando vir buscar, quem sabe assim, tentamos mais uma vez?

Você também pode gostar de:

0 comentários

Subscribe