Perto demais

segunda-feira, novembro 02, 2015

Eu não te amo mais


Há alguns meses te falei de um filme que mexeu muito comigo, lembra-se? Closer Perto Demais, me fez ver características em mim que eu não tinha coragem de admitir. Pequenos detalhes de cada personagem  me tocou de tal maneira, que parecia a minha história.

Não vou contar detalhes do enredo, vou deixar o mistério para você assistir. Mas quando o fizer, preste bastante atenção na vida do casal e de como tudo mudou em pouco tempo. Eu nos vi muito nos dois, mas não da forma ruim, do lado poético. A forma como os dois se olham assim que se apaixonam, como os dois se encaixam perfeitamente um ao outro.

O filme me lembrou do dia que te vi, quando conversamos pela primeira vez e eu me protegia por medo de magoá-lo ou me fazer magoar. Sempre fui fechada, falo pouco de mim mesma e exponho pouco o que penso, mas quando você falava comigo, me sentia à vontade de contar tudo que se passava dentro de mim. 

Quem diria que aquele casal que conversava por olhares fosse se transformar em dois estranhos vivendo sob o mesmo teto? Quando assisti ao filme, estava sozinha te esperando chegar do trabalho, já passava das 23h e nenhuma mensagem sua dizendo que iria se atrasar. Estava tudo planejado, comprei sua comida favorita, fiz as guloseimas que gostava de comer e preparei a sala para nós dois. Tudo pronto para um momento só nosso, que não acontecia há muito tempo. Eu não queria dar o braço a torcer e reconhecer que você estava nos deixando de lado, sabia que você havia conhecido alguém, mas no fundo não queria aceitar. 

Enquanto te esperava, comecei a assistir o filme. Sentia as dores dos personagens como se fossem minhas, ou talvez fossem meus próprios sentimentos se expondo depois de tanto tempo. Eu chorava em silêncio segurando pra não soluçar alto, não queria que você chegasse e me ouvisse, se é que chegaria ainda. Meu corpo inteiro doía, estava fraca como se tivesse levado um tiro. Já sentiu isso? 

Você não chegou a tempo de ver o final do filme, por isso te deixei um bilhete pedindo que assistisse. Acho que era uma forma de dizer tudo que sempre quis, sem ter que realmente falar. 


Você também pode gostar de:

0 comentários

Subscribe