Um nó

domingo, junho 21, 2015



Quanto tempo faz que não ficamos assim, enrolados um no outro? Estava com abstinência do seu cheiro, de sentir sua pele, passar a mão em seus cabelos e puxá-los de leve, só pra te arrepiar. Vem e me enlaça com as pernas, segura minhas mãos com aquele olhar de "desafio você se soltar". Sempre tento ser mais forte que você, mas sei que te deixo desarmado quando pego na sua cintura do jeito certo.

Tá frio, mas não precisamos de roupas. Nossos corpos estão mornos e esquentam um ao outro. Gosto de deitar de frente pra você, olhando seus olhos bem de perto, analisando a cor da sua íris e o desenho dos seus lábios.

Me provoque, me atiça, mas saiba aguentar meus arranhões e mordidas no pescoço. Pode me segurar forte, gosto de ficar marcada pra poder ver durante o banho as manchas da nossa paixão.

Ficar sem fôlego de tanto beijar, respirar ao pé do ouvido, não ter forças de proferir uma só palavra.

Vamos entrelaçar nossas mãos, cruzar nossos pés. Você e essa mania de tentar contar quantas pintinhas tenho pelo corpo, vamos fazer uma aposta? Quem perder...Bem, quem perder terá um dia de rei/rainha. Você sabe do que estou falando.

Não demora pra voltar, detesto quando a cama fica gelada e não ter sua cintura pra jogar minhas pernas em cima.

Você também pode gostar de:

1 comentários

  1. Nossa, adorei seu post!!!. É possível sentir a paixão e a sensualidade que exala dele. Parabéns :)

    ResponderExcluir

Subscribe