Viramos pó

terça-feira, abril 21, 2015

Somos poeira estelar 

Todos têm aquele dia que abrem os olhos de manhã e não sente a menor vontade de levantar e encarar as pessoas na rua, o chefe no trabalho ou os professores na faculdade. Aquele em que a única coisa que te deixa um pouco mais feliz é saber que o dia só tem 24h pra suportar. Quando parece que todos os problemas do mundo resolveram acontecer ao mesmo tempo.

Sinto em lhe dizer, mas a vida é bem mais do que isso. Já parou pra pensar como damos importância para coisas tão ridículas, das quais sabemos que irá acabar em breve? Fazemos dramas demais por pouco.

É clichê, mas é uma das maiores verdades já ditas: dessa vida não levamos nada, nem mesmo os problemas. Quando tudo acaba, quando estamos no nosso sono eterno, nada mais importa. Não vai fazer diferença se você atrasou pra encontrar algum amigo, se passou a noite toda bebendo ou se ficou na cama sem coragem de encarar o sol. O dinheiro não vai significar mais nada, as posses e os objetos que foram comprados para ostentar poder de consumo não farão mais diferença.

Quando morremos, nenhum problema é grande ou pequeno demais, tudo não passa de fases e circunstâncias que precisamos presenciar. Estamos vivendo para cumprir metas, comprar, vender, beber, comer... Mas não levaremos absolutamente nada quando chega a nossa hora de partir. Então valorize menos objetos e dinheiro e passe a aproveitar os momentos e as pessoas, porque no final todos viramos pó.

Você também pode gostar de:

0 comentários

Subscribe