Pra que chorar?

quarta-feira, setembro 03, 2014

Sou adepta à filosofia de que tudo acontece por um motivo. Confesso que antes ia pelo caminho de lamentar o que aconteceu ou o que me disseram, ficava reclusa, chorando pra procurar me aliviar. Mas hoje, um pouco mais madura talvez, não vejo mais os problemas como uma tempestade no copo d'água, comecei a encará-los de outra forma e passei a me sentir bem melhor.

Comecei a perceber que chorando ou reclamando, a única pessoa que perdia tempo era eu mesma, que a outra pessoa não saberia de nada disso e, se soubesse, não daria a mínima para tal drama. Nada me fez melhor do que tirar algo bom das coisas ruins, olhar com olhos de aprendizagem, não de dramatização. 

Imprevistos todos tem, acontecem freqüentemente e, nem por isso, são descontados em ombros alheios.

Uma das melhores sensações, com toda a certeza, depois de levar um tapa na cara da vida, é acordar, se olhar no espelho, se sentir melhor do que nunca e sair caminhando pelas ruas com a cabeça erguida, com mais uma lição aprendida, mais uma fase concluída com sucesso. 

Você também pode gostar de:

1 comentários

  1. Olá Amanda!

    Vi seu texto em um dos blogs de literatura que participo e gostei muito da sua reflexão! :)

    ResponderExcluir

Subscribe