Boas recordações

quinta-feira, setembro 25, 2014

Fazem alguns meses (talvez anos), que adquiri a mania de guardar o máximo de recordações boas que conseguisse. Todos os momentos que eu considerasse bom o suficiente para ser relembrado daqui algum tempo, guardava uma pequena recordação. Bilhetes de cinema, notas de lanchonete, fotografias engraçadas ou ruins, mas que registrassem um lugar e pessoas que eu quisesse rever em tempos de nostalgia. 

Comecei a guardar estas e outras pequenas coisas pra usar como energia para me reerguer em dias ruins, nos quais eu só quero ficar sozinha e desabar. Algumas vezes funciona, outras nem tanto, mas só de me lembrar que em determinado dia fui para outra cidade, sem um centavo no bolso, só porque eu quis ir e que neste mesmo dia conheci pessoas que estão do meu lado até hoje, já me trás a sensação de que não estou vivendo em vão.

Se tem uma coisa que eu não quero, é estar viva sem viver. Passar dia após dia fazendo sempre as mesmas coisas, vendo sempre as mesmas pessoas, sem sair da minha zona de conforto. Quero vivenciar histórias para contar aos meus futuros filhos e netos, mostrar minhas fotos e descrever as sensações que senti em um determinado dia.

 Faço questão de me lembrar de palavras boas, porque são elas que não me deixam desmoronar quando estou fraca. 

Você também pode gostar de:

1 comentários

  1. Que lindo texto! Também tenho essa vontade as vezes, sair da normalidade, do que faço sempre, da rotina. E adorei a ideia de guardar essas recordações *-*

    Beijos

    ResponderExcluir

Subscribe