O caso do acaso

quinta-feira, maio 01, 2014

Não sei quanto tempo faz exatamente, algo perto de um ano mais ou menos. Éramos tão próximos, passávamos o dia todo trocando mensagens, ligações e íamos na casa um do outro quase todo fim de semana. Ás vezes você não precisava nem mesmo me chamar, eu sabia quando não estava bem e precisava de uma companhia, de alguém pra te impedir de fazer alguma besteira.


Eu te contava dos meus casos e dos meus amores, das pessoas do meu trabalho que não me agradavam e dos colegas de faculdade que me faziam rir até a barriga doer. Você me enchia o saco falando pra eu arrumar logo um namorado fixo e me casar logo porque não aguentava mais me ver chorando pelos caras babacas que conhecia nos barzinhos da vida, dizia pra eu investir no meu sonho de fazer intercâmbio e começar a fazer academia que eu prometia toda segunda-feira.

Não tinha escrúpulos entre nós dois, mas havia respeito mútuo. Eu sabia até onde poderia ir com você e sabia que em qualquer lugar ou ocasião você estaria lá pra me dar a mão. Seu olhar faz falta no meu dia a dia, seu jeito de me fazer rir das minhas próprias burrices, seu abraço que me confortava quando eu estava com problemas em casa.

Me liga qualquer dia, preciso ouvir sua voz me dizendo que tudo vai ficar bem. 

Você também pode gostar de:

0 comentários

Subscribe